segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Flamengo volta ao Maracanã no dia 23 de outubro, contra o Corinthians

O anúncio de que Flamengo x Corinthians acontecerá no Maracanã deve acontecer até quarta-feira. O jogo do retorno do Fla à sua casa, no dia 23 de outubro,  acontecerá sob administração da Rio-2016. A partir da partida contra o Botafogo, o acordo provisório entre Flamengo e concessionária entrará em vigor, com um aditivo ao contrato assinado em 2014. Assim, o clube poderá jogar os jogos restantes de 2016 no Maracanã. Para disputar partidas em 2017, será necessário fazer outro acordo provisório ou esperar que o governo do Estado do Rio lance novo edital para a concorrência depois que houver a confirmação da desistência da Odebrecht de gerenciar o estádio.

O Flamengo poderá disputar seus últimos quatro jogos no Maracanã. Antes de comemorar o retorno ao Rio de Janeiro e a seu palco histórico, o Flamengo pode olhar para o ano itinerante e medir onde deu certo e onde o público ficou devendo. Foram sete estádios com mando rubro-negro durante o ano.

O Pacaembu foi o palco de maior acesso de rubro-negros, com média de 26.222 pagantes por partida. Em segundo lugar, Brasília, com 23.556 espectadores que pagaram ingresso, As três partidas disputadas em São Paulo foram contra Fluminense (28.727), Figueirense (28.168) e Santa Cruz (21.773). O Fla-Flu em Natal, disputado para 25.946 pagantes, levou mais público as médias de Brasília e Pacaembu, mas houve apenas uma partida no Rio Grande do Norte.

O Flamengo tem a sexta média de público do Campeonato Brasileiro, com 19.911.

A média do Pacaembu e de Brasília deixaria o Flamengo em terceiro lugar em público no Brasileirão, atrás apenas de Palmeiras (32.697) e Corinthians (30.101).

Abaixo, veja o número de jogos e a média de público em cada estádio escolhido pelo Flamengo em 2016:

PACAEMBU (São Paulo) – 26.222 (3 jogos)

ARENA DAS DUNAS (Natal) – 25.946 (1 jogo)

MANÉ GARRINCHA (Brasília) – 25.411 (7 jogos)

KLÉBER ANDRADE (Cariacica) – 14.678 (8 jogos)

MÁRIO HELÊNIO (Juiz de Fora) – 12.917 (1 jogo)

GIULITE COUTINHO (Rio de Janeiro) – 6.218 (1 jogo)

RAULINO DE OLIVEIRA (Volta Redonda) – 4.614 (9 jogos)

Fonte: Uol

Um comentário:

  1. Sete (7) estádios diferentes.
    É marcante o Cheirinho de Hepta no ar.

    ResponderExcluir